Novembro Azul: campanha de combate ao Câncer de Próstata

novembro 8 2019

Novembro Azul: depois de um mês de campanha sobre o combate ao câncer de mama chegou a vez de trazermos informações para os homens sobre o combate ao câncer de Próstata que, no Brasil, é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma).

Mas o Novembro azul também é um alerta ao Dia Mundial do Diabetes. Outra doença que tinge muitos brasileiros (e não só nós, claro).

A Freeway, marca de calçados de Franca-SP,  está utilizando seus canais nas redes sociais para potencializar a campanha para seus clientes, seguidores da marca e colaboradores.

História e objetivo da campanha Novembro Azul

Homem não é muito chegado em ir ao médico – só procura quando a coisa tá feia. Portanto, o objetivo da campanha NOVEMBRO AZUL é aumentar o índice de exames de toque retal e também, claro, de alertar sobre prevenção contra o câncer de pênis.

A história do Novembro Azul no Brasil começa em 2008, quando o Instituto Lado a Lado pela Vida foi pioneiro na abordagem de questões relacionadas ao câncer de próstata no país por meio da campanha Um Toque, Um Drible. O objetivo era promover uma mudança de paradigmas em relação à ida do homem ao médico.

Quatro anos depois, inspirado pelo Movember, movimento internacional – a ideia foi criada na Austrália, em 2003 -, dedicado à conscientização e arrecadação de fundos na luta contra a doença, o instituto passou a promover um mês inteiro e intenso de mobilizações focado na saúde do homem: surgia então o Novembro Azul.

Números sobre o câncer de próstata no Brasil

Segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 50 mil novos casos de câncer de próstata são registrados, por ano, no Brasil, e matam cerca de 12 mil homens a cada 12 meses.

As estimativas do Instituto Nacional de Câncer para 2016/2017 são de 61.200 novos casos de câncer de próstata. Cerca de 1 em 6 homens será diagnosticado com câncer de próstata durante a vida.

Quanto mais cedo o câncer de próstata for detectado, maiores são as chances de cura do paciente. Para isso é necessário realizar, anualmente, após os 45 anos de idade, o exame de toque retal e exame de sangue – para detectar os níveis da proteína PSA (Antígeno Prostático Específico) no organismo.

Quem pode ter câncer de próstata?

O câncer de próstata ocorre principalmente em homens mais velhos. Cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos, sendo raro antes dos 40 anos.

Câncer de Próstata tem cura/tratamento?

É bom frisar que o diagnóstico da doença em fase inicial possibilita que o tratamento tenha êxito em 9 entre 10 casos. Se detectado em estágio avançado, chances de cura são de 10% a 20%. Por isso, é importante que os homens façam acompanhamento médico.

A idade mínima preconizada para a realização dos exames PSA e toque retal é 50 anos, antecipando para 45 anos em caso de pacientes de pele negra, obesos, com histórico familiar ou ainda em caso de mutação nos genes BRCA 1 ou 2, os mesmos que estão ligados a síndrome de câncer de mama e ovário.

A avaliação, caso a caso, é feita pelo especialista levando em conta a junção do exame físico (toque retal) à análise de dosagem do nível de PSA.

Outros exames como tomografia computadorizada e ressonância magnética podem ser solicitados para auxiliar no diagnóstico, porém a indicação da biópsia, para aqueles pacientes de maior risco, diminui a possibilidade de falsos-positivos e complicações decorrentes do procedimento. Somente a biópsia pode confirmar ou não a presença de um câncer.

Novembro Azul e a Freeway

Freeway apoia a campanha Novembro Azul 2103

 

A Freeway está utilizando seus canais nas redes sociais para potencializar a campanha para seus clientes, seguidores  da marca e colaboradores. “A Freeway preza pelo bem estar e qualidade de vida de seus funcionários. Procuramos tirar do papel a questão da responsabilidade social e efetivá-la na empresa, pois reconhecemos a importância de estarmos próximos da comunidade em que a Freeway está inserida e, claro, em ter um compromisso com os nossos colaboradores. Por isso mantemos projetos de sustentabilidade e ações que verdadeiramente tenham significado e conteúdo relevante para todos”, explica Jânio Machado, Diretor Presidente da Freeway.

Novembro Azul: ideias para contribuir para a conscientização

As ideias abaixo podem ser feitas juntas ou isoladas. Quanto mais detalhes, maior o envolvimento.

1) Ofereça palestra com especialistas

Uma palestra com um bom especialista pode contribuir ao esclarecimento de dúvidas sobre o câncer de próstata. Busque um profissional que fale a linguagem de seus colaboradores. Por exemplo, caso eles sejam mais jovens, opte por alguém com comunicação informal.

2) Utilize vídeos educativos

São vários os vídeos educativos que falam acerca do Novembro Azul. Eles são uma ótima pedida para quem não tem condições de reunir todos os colaboradores.

3) Folder Informativo

A impressão de folder hoje tem um custo baixo e é um material que a pessoa pode levar para casa e outras pessoas podem ter o contato com as informações, multiplicando o número de pessoas envolvidas na conscientização.

4) Distribua brindes

Invista em produtos que chamem a atenção dos colaboradores para a importância do Novembro Azul e que permaneçam como um lembrete da causa. Há uma infinidade de ideias no mercado e algumas não demandam um alto investimento.

5) Decoração Especial

Tenha ideias criativas para o Novembro Azul e decore o ambiente de trabalho com elementos que remetam a cor tema do mês. Decore com balões, fitas, cartazes, iluminação especial dentro interna ou externa… E que tal mudar o wallpaper dos computadores para uma arte sobre prevenção do câncer de próstata?

6) Utilize as suas redes sociais

Faça fotos e vídeos curtos bem editados das ações acima. Coloque humanização nas imagens: Colaboradores vestidos de azul, gente interagindo com o material da campanha. Colaboradores que tenham feito o exame e testemunhem incentivando os outros a fazerem. Casos de homens que foram diagnosticados, tratados e curados.

Novembro Azul: dia Mundial do Diabetes

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que em torno de 422 milhões de adultos estão com diabetes no mundo. Se fizermos uma rápida matemática, baseada nos números ditos pelas instituições nacionais e internacionais, cerca de 90% dos diabéticos têm o tipo 2 da doença. Portanto, é bem provável que mais de 370 milhões de pessoas têm o diabetes tipo 2 no mundo.

Números do Diabetes no Brasil

Aqui, temos dois números. O primeiro vem da Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE. De acordo com os dados do estudo, 9 milhões de brasileiros estão com diabetes. Isso corresponde a mais de 6% da população.2

Já os dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, indicam mais de 12 milhões de brasileiros.

Números do diabetes por sexo

No comparativo entre homens e mulheres, elas totalizam 7% (5,4 milhões de mulheres com diabetes). Já eles, 5,4%, o que corresponde a 3,6 milhões.

Números do diabetes por idade

Na mesma Pesquisa Nacional de Saúde, o diabetes foi dividido por faixa etária: 0,6% entre 18 a 29 anos; 5% de 30 a 59 anos; 14,5% entre 60 e 64 anos e 19,9% entre 65 e 74 anos. Para aqueles com 75 anos ou mais de idade, o percentual foi de 19,6%.2

Novembro Azul: exames de rotina que todo homem deve fazer

Os exames periódicos são essenciais para manter um cronograma de prevenção de doenças. Entre os cuidados básicos que todo homem precisa ter com a saúde, Francisco Norberto destaca os seguintes testes e exames que precisam ser realizados com frequência:

• Verificação da pressão arterial
• Hemograma completo e testes de urina
• Teste de glicemia, para prevenção de diabetes
• Atualização da carteira vacinal
• Verificação do perímetro abdominal e teste de IMC

Tags:, , , , , ,