Freeway,: um pouco sobre as concepções da marca de calçados

Freeway: um pouco sobre as concepções da marca de calçados

fevereiro 26 2018

Concepções Freeway: Pode não transparecer à maioria dos consumidores, mas uma empresa do porte da Freeway só pode atingir um estágio de consolidação se está fundamentada numa filosofia própria – uma personalidade, enfim.

É esta solidez que sustenta o funcionamento do grupo mesmo nos momentos de pior conjuntura econômica. Trata-se de um conjunto de propostas que mexem com sentimentos, posturas, conceitos e dados nem sempre tão objetivos como os revelados pela comercialização dos produtos ou pela estratégia de marketing.

A qualidade do produto não pode ser negligenciada, o resultado final precisa ser atraente, leve, resistente e confortável para o consumidor, mas no processo de fabricação também deve levar-se em conta o bem-estar do trabalhador e um saudável modelo de gestão em todas as etapas.

Pensar e agir em todas as frentes ao mesmo tempo e com a mesma intensidade é um mantra na Freeway, ou como diz Jânio, equivale a “pensar de maneira holística”.

Freeway: concepção de novos produtos

Um exemplo bastante prático é o roteiro que orienta a concepção de novos produtos:
1. Design;
2. Tendência de moda/comportamento;
3. Tecnologias/inovação;
4. Otimização da inteligência de produção/criação.

Freeway: pioneira em tiras elásticas que substituem os cadarços

Outro exemplo: o conceito Easywear. A empresa foi pioneira nessa concepção de um produto cujas tiras elásticas substituem os cadarços. O mesmo ocorreu com os solados acrescidos de aparas de borracha reciclada (eco logic rubber) dentro da própria linha de produção, os tênis com zíper, as botas com dois zíperes, os cordões de couro e tantas outras criações.

 

Tags:, , , ,